seja bem vindo! sair Faça seu login ou cadastre-se

(11) 3284-6818 Central de Atendimento
28/01/2020

O que é vento? Saiba mais com a meteorologista Gabriela Joly

De maneira bem geral, a energia eólica é a energia gerada pelo vento. Mas porque venta?

O vento é uma resposta do aquecimento terrestre pela radiação solar. Ou seja, o Sol aquece a superfície terrestre, o ar próximo a ela fica mais quente e mais leve e sobe para camadas mais altas na atmosfera (pense em uma chaleira esquentando água, o vapor quente sobe).

Imagine que o ar quente subiu e deixou embaixo dele um espaço vazio. Esse espaço é ocupado pelo ar vindo de outra área mais fria, e sendo esse ar mais denso, a pressão exercida contra a superfície é maior, ou seja, é uma alta pressão.

Ou seja, o ar quente próximo à superfície se expande, fica leve e sobe, ao subir esfria, fica mais denso e desce. Esse movimento cíclico ilustrado é o que chamamos de vento. Ele acontece em todas as escalas, micro, meso e macro que serão abordados em outra postagem.

Circulação geral da atmosfera e ventos alísios

Por que a maioria dos parques eólicos são construídos no Nordeste? (Vou falar sobre energia eólica e meteorologia no Brasil, focarei as explicações dos sistemas e suas influências no nosso país).

Porque é ali que estão os conhecidos ventos alísios, que são ventos constantes o ano inteiro, e podem ficar mais ou menos intensos dependendo de alguns fatores e fenômenos.

Para entender os alísios, é importante entender a circulação geral da atmosfera. A região dos trópicos recebe mais energia do Sol que as regiões polares. O ar e a água se encarregam de redistribuir o calor das regiões com excesso para as de déficit de energia. O calor que chega nos trópicos faz o ar quente se elevar (veja post anterior), formando nuvens que chegam até a 15 km de altura. Esse ar que sobe, e desce em aproximadamente 30° de latitude, tanto no hemisfério norte quanto no sul, formando a célula de Hadley.

A região da descida do ar é definida como Alta Pressão Subtropical. Esse ramo da descida do ar é chamado vento alísio, que acontece em ambos hemisférios. Esses ventos convergem para a chamada Zona de Convergência Intertropical.

Os ventos alísios são intensos e chegam no continente, fazendo girar as pás dos aerogeradores e contribuir para a geração de energia eólica do Nordeste.

Este artigo foi gentilmente cedido pela autora Gabriela Joly.

Sobre a autora:
Meteorologista pela UFRJ.
Cursou mestrado na COPPE no programa de engenharia civil e deu continuidade aos estudos cursando doutorado na mesma instituição.
Toda sua pesquisa desde a graduação é focada em energia eólica.
Atualmente também trabalha em uma empresa multinacional na área de recurso eólico e solar.